Príncipe Harry e Meghan Markle estão trabalhando em um projeto que vai “além do ‘programa familiar inspirador’ que tinham prometido ao fazer acordo de mais de R$ 500 milhões com a Netflix”, de acordo com a editora real Emily Andrews.

O projeto vai falar sobre “o primeiro ano do casal após se separarem da família real, a sua nova vida na Califórnia e as razões de terem saído do Grã-Bretanha. De acordo com fontes, o casal têm filmagens de quando eles saíram de Frogmore Cottage, em Windsor, para sua ‘turnê de despedida’ no palácio de Buckingham. Seus representantes devem ter enviado a gravação para a Netflix — incluindo vídeos pessoais gravados quando eles deixaram a vida real — durante as negociações.”

O boato de que Harry e Megan estavam gravando os acontecimentos do palácio antes de deixarem a vida real pode não cair bem nos ouvidos do palácio.

Recentemente, o príncipe deixou de usar seu nome real. A descoberta foi feita porque Harry entrou com pedido para criar registro de nova empresa nos Estados Unidos. De acordo com o jornal DailyMail, ele foi registrado como Príncipe Henry Charles Albert David, Duque de Sussex nos documentos em que pede para abrir a companhia de ecoturismo Travalyst. Assim, Harry resolveu não usar seu sobrenome Mountbatten-Windsor. Ele também abandonou o uso do título ‘Sua Alteza Real’, comum entre os membros da realeza do Reino Unido.

Fonte: UOL
Foto: Reprodução