Após o primeiro jogo das semifinais da Copa Verde contra o Manaus, com empate em 1 a 1, Paulo Bonamigo voltou ao trabalho na última terça-feira, dia 9. Foram mais de três semanas afastado do clube para se recuperar devidamente da Covid-19. Aos 60 anos, o treinador revelou que ficou com parte do pulmão comprometido, mas que agora retorna ao Baenão muito motivado para retomar o comando da equipe na Copa Verde e planejar o restante da nova temporada.

– A gente já sabia da gravidade da doença. Eu já tinha a consciência, mesmo trabalhando na linha de frente trabalhando dentro do futebol, tentei o máximo possível evitar o contágio. Não é uma doença fácil. Foi um período muito emocionalmente ruim para mim, porque tenho 60 anos, não sou mais um jovem atleta que já fui. Senti o peso dessa infecção, principalmente na questão pulmonar, que ela realmente é muito agressiva e rápida em termos de atuação – salientou o treinador em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira.

Mas graças a Deus estou recuperado. E emocionalmente, que é o mais importante, que às vezes a gente se assusta muito. Estou motivado, feliz em estar recuperado e em voltar àquilo que eu gosto de fazer, que é o meu trabalho. Espero que a gente faça um grande restante de Copa Verde”.
— Paulo Bonamigo

Além dele, funcionários, dirigentes e jogadores tiveram que ser afastados. Em sua primeira entrevista desde que testou positivo para o coronavírus, Bonamigo não escondeu que o surto da doença dentro do clube atrapalhou o desempenho na reta final da Série C.

– Tivemos jogadores infectados, comissão técnica quase 100% infectada, tivemos que nos ausentar quase um mês. Evidente que o trabalho final da Série C ficou muito prejudicado, absolutamente ficamos sem atletas para fazer a decisão e ainda uma Copa Verde. Perdemos 15 jogadores principalmente para essa Copa Verde, que o Remo ainda não tem. Com muita dificuldade, mas estamos motivando o grupo com o maior apetite possível pela importância de se ganhar uma Copa e até porque não conseguimos ganhar a Série C. Vamos transformar isso em uma motivação especial, sabendo que o grupo está bem restrito com muitos jogadores jovens, com pouca minutagem, mas estamos tentando mostrar a importância que representa. Sabemos que Copa não se joga, se ganha com o coração, com raça e dedicação – argumentou.

Fora o trabalho em campo, Paulo Bonamigo também age ativamente na reformulação do elenco para 2021. Até o momento, quatro nomes foram anunciados: Wellington Silva, Anderson Uchôa, Thiago Ennes e Renan Gorne.

– Nós vamos praticamente remontar 70% do grupo, que não era o nosso planejamento inicial, até porque foi um grupo vencedor que atingiu sua meta. Mas alguns jogadores perdemos porque têm proposta para jogar em grandes centros, outros porque têm passe vinculado e têm que voltar para o clube de origem, alguns não tiveram produção e têm que seguir em frente, é normal. A ideia é primeiro fazer um time para o campeonato regional, que é importante. Dentro da continuidade, buscar valores que darão qualidade na Série B, que vai ser muito pesada esse ano. Não podemos montar um time de Série C para disputar a Série B, essa é a ideia central nossa. Está todo mundo trabalhando com muito afinco para trazer jogadores com perfil. A gente sabe que existe um preconceito muito grande, mesmo que seja Série B, mas é Norte do país. Tem uma dificuldade em querer vir jogar no Norte, mas tenho certeza que faremos um time com a cara que a torcida gosta – frisou.

Estou participando diretamente, principalmente agora. No período de Covid-19 fiquei afastado, porque tinha uma preocupação enorme com a minha saúde. Nesse momento que retorno ao trabalho a gente já começa a mostrar o perfil dos jogadores que a gente quer. Jogadores com qualidade técnica, com minutagem alta, que tiveram destaques nos seus clubes para a gente melhorar a qualidade. Não ficar com o time igual que a gente teve no ano passado, tem que ser superior, até porque a exigência da competição da Série B é muito forte.”
— Paulo Bonamigo

O primeiro jogo do treinador em seu retorno ao comando do time será neste sábado. O Remo vai enfrentar o Manaus no jogo de ida da semifinal da Copa Verde. A partida será na Arena da Amazônia a partir das 17h (de Brasília).

 

Fonte: G1
Foto: Samara Miranda