Mick Schumacher diz que seu hábito de inspecionar carros de Fórmula 1 rivais no parque fechado oferece um “livro aberto” sobre o que outras equipes estão fazendo.

O alemão foi visto várias vezes este ano passando um tempo após as corridas dando uma olhada de perto nos pneus e designs de outros carros.

É algo que seu pai Michael e o amigo Sebastian Vettel também faziam (ou fazem) regularmente em suas carreiras para tentar entender melhor o que os rivais estão tramando.

Após o recente GP da Estíria, câmeras onboard de um dos McLarens mostraram Schumacher vagando e fazendo uma inspeção muito próxima do MCL35M no perc ferme após a corrida.

Falando sobre o porquê ele faz isso, o piloto da Haas disse que foi algo que aprendeu quando começou a correr, já que pode fornecer alguns bons conhecimentos.

“É algo que venho fazendo desde o kart, na verdade”, disse ele. “É sempre bom saber, principalmente como ficam os pneus de outros carros, e ver se consigo entender e aprender com isso.”

“Os pneus são como um livro aberto. Eles vão te mostrar cada pequeno erro e cada pequeno detalhe de outros carros e também do meu carro. Portanto, acho que inspecionar outros carros sempre faz parte disso, e vou continuar fazendo isso.”

“Além disso, parque fechado é quando eu chegaria mais perto de outro carro. Não posso entrar na garagem de ninguém e dizer: ‘Olá, vou só dar uma olhada no seu carro e depois sair’. Então, definitivamente, é interessante olhar isso.”

Schumacher foi elogiado este ano por sua atitude positiva e forte ética de trabalho na Haas, especialmente considerando que o carro não é dos mais competitivos.

E apesar de não ter marcado nenhum ponto até agora, o próprio Schumacher disse que está gostando do desafio de sua campanha de estreia.

“Estou relativamente feliz com a forma como as coisas estão indo, mas obviamente é difícil em termos de desempenho”, disse ele. “Mesmo assim, conseguimos nos virar e podemos trabalhar bem juntos.”

“Gosto tanto do meu tempo aqui que é fácil para eu vir trabalhar até tarde porque é muito agradável. Eu acho que isso realmente reflete no meu desempenho. Isso é o que é importante para mim, que o trabalho árduo valha a pena em algum momento e espero que sim.”

Fonte: UOL
Foto: Motorsport