Um homem suspeito de ter furtado uma igreja da Assembleia de Deus localizada na comunidade Bela Vista, em Breves, município do Arquipélago do Marajó, foi morto na última quarta-feira (20), durante uma troca de tiros com policiais militares. De acordo com informações do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), os agentes chegaram ao local onde Gabriel Reis da Silva estava escondido e tentaram convencê-lo a se entregar, mas, foram recebidos com disparos de arma de fogo e revidaram o ataque.

A Polícia Militar foi acionada por volta das 8h e encaminhou uma equipe do Grupamento Tático Operacional até o Rio Aranaí, onde, segundo denúncias de populares, um grupo estaria cometendo roubos e furtos que tinham como alvo a Igreja Assembleia de Deus da comunidade. Durante a ação criminosa, eles teriam chegado a ameaçar o pastor. Ao chegarem no local, os próprios moradores indicaram aonde estavam  escondidos os acusados.

Já na moradia informada como sendo o esconderijo dos criminosos, os agentes teriam tentado falar com Gabriel, mas ele reagiu com violência e, diante da ofensiva dos policiais acabou sendo alvejado. Ele foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Breves para receber socorro médico, mas não resistiu e morreu.

Ainda de acordo com as informações divulgadas pela PM, na casa onde Gabriel estava escondido foram apreendidas uma espingarda calibre 20 e munição. O material foi apresentado na sede da Superintendência Regional de Polícia Civil (Sudepol) para os procedimentos cabíveis. Os outros suspeitos não foram encontrados.

 

Fonte: O Liberal
Foto: Reprodução/WhatsApp