O Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), em Breves, está retornando, gradativamente, com alguns projetos suspensos por causa da pandemia da Covid-19. No início deste mês, a unidade retomou com o projeto ‘’Biblioteca Itinerante – Gotas do Saber”, que tem o objetivo de amenizar o estresse e a ansiedade durante a internação de usuários e acompanhantes ao incentivar a leitura nos usuários e acompanhantes.

Os livros são oferecidos em um carrinho expositor que circula pelas áreas de internação das Clinicas e ambientes abertos da unidade hospitalar. O projeto é desenvolvido pelo Grupo de Trabalho de Humanização (GTH), com o apoio do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU).


Foto: Divulgação

“Ficamos parado por um bom tempo devido as precauções em decorrência da pandemia e retomamos agora no início desta semana. Percebemos que os nossos usuários e acompanhantes ficaram muito satisfeitos com o retorno do projeto que é de suma importância para todos eles’’, disse Daniele Barbosa, que atua no SAU.

Matheus Carvalho de Moraes, acompanhante do usuário Milton Ladislau de Moraes, deu entrada no HRPM no dia 31/05, com complicações em decorrência a um Acidente Vascular Cerebral (AVC), aprovou a iniciativa. “É um ótimo projeto, principalmente, para o acompanhante que fica com o tempo muito ocioso. A leitura proporciona um momento de descontração e acaba um pouco o foco do problema. Eu gostei muito”, admitiu.

A unidade também reativou outra importante ação de educação e saúde com a reabertura da “Brinquedoteca’’, ‘’A finalidade de proporcionar às crianças hospitalizadas um ambiente hospitalar mais leve e descontraído para brincar com o desenvolvimento de atividades lúdicas que vão favorecer a interação entre os familiares e demais membros envolvidos no processo de reabilitação da criança”, informou a responsável da brinquedoteca, Rosângela Gonçalves, supervisora do Núcleo de Educação Permanente NEP.

Entre essas atividades, ela destaca a oferta de condições dignas de internação, através do espaço provido de brinquedos e jogos educativos aos pequenos usuários, adolescentes e familiares, com direito ao brincar e ao lúdico.

A profissional ressaltou ainda a importância da volta das atividades e agradeceu pelo retorno do funcionando do serviço com oferta de profissionais capacitados para atender as crianças.
A agente comunitária de saúde, Maria do Socorro Viana Xisto, 36 anos, residente do Rio Jacarezinho, distrito de Breves, está acompanhando seu filho,
Kásio Brian Viana, de nove anos, que realizou procedimento cirúrgico para apendicite. Ela aprovou a iniciativa do hospital em retornar com o espaço destinado aos menores e jovens. ‘’Isso nos motiva e aumenta nosso entusiasmo. É uma distração a mais, onde as crianças conseguem ter mais habilidades para conhecer certos brinquedos. O meu filho ficou muito feliz com as brincadeiras que a equipe fez. Está aprovado’’.


Foto: Divulgação

 

Objetivo da Brinquedoteca

Assegura para todas as crianças um espaço digno, um ambiente acolhedor de socialização, de trocas de informações, perpetuação de brincadeiras, leitura de histórias, risos e distrações. Esses espaços devem proporcionar o contato das crianças e adolescentes com o mundo da fantasia, da ficção e do prazer à vida. É um espaço que os leva, por alguns momentos, a alegria, mesmo diante de situações tão adversas e difíceis.

Outro projeto que retornou foi a ‘’Capelania’’, a inclusão da ação dentro do ambiente hospitalar traz conforto espiritual aos usuários e suas famílias que tem sempre com quem compartilhar os medos e as ansiedades que são causados pela internação. Onde Inclui a espiritualidade no processo de tratamento. O projeto também é conduzido pelo (GTH), junto com o (SAU). As visitas religiosas retornaram no início deste mês, os assistentes religiosos, que fazem as visitas aos usuários e acompanhantes também receberam capacitação da equipe do HRPM,

“A gente trás pra alegria do nosso coração essa abertura do projeto da Capelania, que favorece a visita aos nossos irmãos enfermos. A nossa ajuda espiritual condiciona ao usuário a favorecer o conhecimento a experiencia de saber que ele não está sozinho’’ disse o Padre Roberto Luiz Beraldo da Paróquia de São José e Santª Terezinha do Menino Jesus.

“Graças ao Senhor, nosso Deus, já faço parte do projeto capelania do HRPM desde o início. Louvamos a Deus porque hoje tivemos a oportunidade de, pela graça de Deus, poder voltar a fazer esse trabalho religioso e social e junto com a equipe do hospital poder levar palavras de esperança’’, disse o pastor Antônio de Jesus Pinto, da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

O Hospital Regional Público do Marajó integra a rede de saúde do Governo do Pará. A unidade presta assistência de média e alta complexidade para aproximadamente 300 mil habitantes do sudoeste marajoara, que compreende os municípios de Breves, Anajás, Bagre, Curralinho, Gurupá, Melgaço e Portel.

O hospital fica na avenida Rio Branco, nº 1.266, no bairro Centro. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (91) 3783.2140 / 3783.2127.

 

Fonte: Agência Pará
Foto: Divulgação