A cada ano, milhares de turistas que visitam Las Vegas recorrem a imitadores de Elvis Presley para casamentos-relâmpago, que selam a união de apaixonados de ocasião ou da vida toda em “capelas” de gosto duvidoso.

Mas isso não comoveu a sociedade encarregada dos direitos do falecido “Rei do rock”, que exigiu a dezenas de capelas temáticas de Elvis a suspensão de suas atividades até ficar em dia com suas obrigações.

 

 

A Authentic Brands Group (ABG), empresa que recuperou os direitos patrimoniais de Elvis Presley em 2013, enviou no mês passado dezenas de requerimentos que enfrentam uma forte resistência por parte dos imitadores, donos de capelas e inclusive do prefeito de Las Vegas.

Elvis Presley foi durante muito tempo residente em Las Vegas e seu nome virou sinônimo de casamento em Las Vegas”, declarou à AFP Jason Whaley, presidente da Câmara de Casamentos da cidade, que representa esta indústria próspera.

 

“A Câmara de Casamentos de Las Vegas compartilha as preocupações de muitas capelas e imitadores, cuja sobrevivência está em jogo, já que muitos deles ainda lutam por se recuperar economicamente das dificuldades provocadas pelos fechamentos relacionados com a covid”, explica.

‘Sociedades’

Na quarta-feira (1), o site do Las Vegas Review-Journal informou que a sociedade ABG propôs às capelas continuar com suas atividades mediante “associações” financeiras, como franquias anuais.

“Sua solução consiste em pagar US$ 20 mil ao ano para continuar fazendo o que fazemos há nove anos”, disse Kayla Collins, coproprietária do site LasVegasElvisWeddingChapel.com e da capela Little Chapel of the Hearts.

Esta oferta “não estava sobre a mesa há alguns dias. Sinceramente, acho que levar o tema para a praça pública os fez refletir”, avaliou.

A pedido da AFP, a ABG, que também controla os direitos de Marilyn Monroe e Mohammed Ali, não tinha respondido até a última quinta-feira (2).

Mas a empresa declarou em nota enviada à imprensa local que embora não tenha “nenhuma intenção de mandar fechar as capelas que oferecem atuações de Elvis”, é de sua “responsabilidade preservar seu patrimônio em Las Vegas”.

 

Atividade lucrativa

Os casamentos com temáticas de Elvis ou celebrados por imitadores do cantor são uma atividade muito lucrativa para a cidade desde a década de 1970.

Um pacote que inclui a celebração da união de um casal por um imitador de Elvis na capela “Viva Las Vegas” a bordo de um Cadillac cor-de-rosa conversível modelo 1964 pode chegar a custar US$ 1.600.

 

Casal celebra casamento ao lado de um imitador de Elvis Presley em Las Vegas — Foto: Divulgação

                     Casal celebra casamento ao lado de um imitador de Elvis Presley em Las Vegas

Segundo a Câmara de Casamentos de Las Vegas, a indústria arrecada cerca de US$ 2,5 bilhão anuais.

Harry Shahoian, um dos muitos imitadores de Elvis baseado em Las Vegas, disse ao Las Vegas Review-Journal que celebrou “22 cerimônias durante todo o dia de domingo”.

Fonte: G1
Foto: Divulgação