As dupla Re-Pa vai sair da capital paraense pelo menos duas vezes no começo de cada campeonato. O ge Pará projetou quantos quilômetros os times devem percorrer nas primeiras quatro rodadas dos torneios; confira

Paysandu – Série B

 

O Paysandu retorna à Série B do Brasileiro após cinco anos na Terceirona. Logo na estreia, a equipe bicolor viaja para cidade de Santos, litoral paulista. De Belém até a cidade paulista, são cerca 2.990,6 km.

Paysandu estreia na Série B diante do Santos na Vila Belmiro — Foto: Ana Canhedo

                  Paysandu estreia na Série B diante do Santos na Vila Belmiro

Se a equipe fosse de ônibus, a viagem duraria cerca de dois dias e 17 horas. Mas a equipe irá de avião, uma viagem mais tranquila e menos cansativa, que dura 3h30, até a cidade de Guarulhos. De lá, o Papão vai de ônibus para Santos – cerca de 2h20 de viagem.

O Papão retorna para Belém para duas partidas em casa. O segundo confronto na Série B será contra o Botafogo-SP. Na rodada seguinte, recebe o Avaí, ambas as partidas estão marcadas para Curuzu.

Já na quarta rodada, o Papão viaja novamente para o estado de São Paulo, dessa vez para enfrentar o Mirassol. Para chegar até a cidade do interior paulista, a equipe bicolor vai percorrer cerca de 2.507,8km. A viagem será feita de avião, provavelmente, até Guarulhos, e vai seguir de ônibus em um trajeto de 5h40, percorrendo cerca de 465km.

Estádio José Maria de Campos Maia, o Maião, palco de Mirassol e Paysandu — Foto: Marcos Freitas/Agência Mirassol

 Estádio José Maria de Campos Maia, o Maião, palco de Mirassol e Paysandu

Ao todo, nas quatro primeiras rodadas, o Paysandu percorrerá mais de 5.497km.

Remo – Série C

 

O Remo começa a disputa da Série C do Brasileiro em casa. A equipe recebe o Volta Redonda no Baenão. Já na segunda rodada, a equipe azulina viaja para cidade de São João Del Rei, em Minas Gerais, para enfrentar o Atletic Saf.

Estádio Joaquim Portugal recebe Atletic Saf e Remo pela Série C  — Foto: FMF/Divulgação

          Estádio Joaquim Portugal recebe Atletic Saf e Remo pela Série C

A distância entre a capital paraense e a cidade mineira é de 2.926,8km. A equipe viajará até Belo Horizonte de avião, com duração de 3h. Já em solo minero, o time segue de ônibus para o local da partida, o translado tem duração de cerca de 3h15, a distância é de 187,7km. Após o jogo, o Remo retorna a Belém.

Na semana seguinte, a equipe segue para a Paraíba, onde enfrenta o Botafogo-PB. A partida ainda não possui local definido, mas a partida deverá ser realizada no Estádio Almeidão, em João Pessoa.

Estádio Almeidão será palco do duelo entre Belo e Remo — Foto: Matheus Aquino/ge

                    Estádio Almeidão será palco do duelo entre Belo e Remo

Para enfrentar o Belo, o Leão percorrerá cerca de 2.113,4km. Como não possui voo direto entre a capital paraense e a capital paraibana, a equipe azulina precisará aumentar seu trajeto. Saindo de Belém com escala em Brasília e seguindo para João Pessoa, a duração, em média, é de 8h, aumentando o trajeto em 4.186km. Já na quarta rodada, a equipe azulina recebe o Floresta em Belém.

Somando tudo, o Leão percorrerá cerca de 7.112km.

Viagens no Parazão

 

Durante o Campeonato Paraense, as duas equipes passaram por situações distintas em relação a viagem. Na primeira fase, o Paysandu precisou deixar Belém para disputar seis partidas. A cidade mais longe foi Marabá, para enfrentar o Águia pela fase de grupos e pela semifinal da competição.

Somando, o Papão viajou cerca de 2.512,7km passando pelas cidades de Bragança (2x), Cametá, Marabá (2x), Parauapebas.

Já o Remo, saiu da capital em apenas uma ocasião, no último duelo da primeira fase da competição, quando enfrentou o Bragantino, distante da capital paraense cerca de 214,4 km.

Fonte: G1
Foto Rede Clube